Ir para o Topo

Arpina Digital

Gamificação no Inbound Marketing: leads qualificados e relacionamento duradouro

Escrito por Gustavo Euclides

Já pensou num futuro onde games e empresas fossem muito próximas? Saiba que, não estamos tão longe disso. Hoje iremos falar da estratégia de “Gamification” dentro das empresas nas relações com o consumidor. Mas, antes de falar de fato o que é essa estratégia, nós precisamos entender o que é a ludicidade, pois grande parte da gamificação gira em torno disso. 

Ludicidade

Uma atividade lúdica é aquela que traz entretenimento, prazer e divertimento às pessoas ou à pessoa que está praticando, normalmente essas atividades estão ligadas ao ludismo, ou seja, jogos e o ato de brincar.

Mas então, o que é Gamification?

Bem, a gamificação trata-se de utilizar algumas técnicas dos jogos e aplicá-las em um ambiente e em um contexto não convencional aos jogos, no caso, marcas. 

Games e o engajamento

Com as novas tecnologias chegando, temos a indústria de games para abrir novos caminhos dentro da área de marketing digital. O interessante é começar o mais cedo possível, já que pode-se abrir um caminho para que tantas outras marcas possam trilhar e lhe usar como exemplo. Só isso em si já é um bom marketing! 

Falando da gamificação em relação com inbound marketing, entendemos que este último  seria um estilo de marketing que se afasta dos estilos clássicos da publicidade. O Marketing de Atração, como também é chamado, atrai consumidores caminhando pelos pilares de uma boa criação de conteúdo, técnicas de SEO e as estratégias de mídias sociais.

Com isso, temos uma parceria muito interessante, já que o modo com que games encantam as pessoas e que todo ser humano nasce com a vontade de jogar e entreter-se dentro de si, podemos inserir a gamificação de alguns modos. 

Exemplos de Gamificação

  • Programas de Recompensa: “A cada 5 compras a próxima será gratuita”, “Ao comprar mais de R$100,00 concorre a um sorteio ou ganha um desconto”. Esse estilo de marketing recompensa o consumidor e o instiga a realizar uma ação para receber esse tal prêmio.
  • Contagem Regressiva: “Últimas horas para garantir…”, “Desconto relâmpago nos próximos 30 minutos”. Este tipo de marketing provoca o sentido mais básico do ser humano que é a competitividade, de sentir-se realizado em ter conseguido algo neste período de tempo. 
  • Missões: Assim como nos jogos, ao receber uma missão o jogador terá de cumprir e receber uma recompensa. Um exemplo que podemos citar seria dar um cupom de desconto pelo site e para recebê-lo o consumidor, ou jogador, terá que ir até a loja física para ganhar seu desconto.

Benefícios da Gamificação

Os games são uma ferramenta para mudar o mundo e proporcionam sentimentos de otimismo e esperança nas pessoas, abrangendo uma grande faixa etária desde os novos até os mais velhos. Dentre as principais vantagens dessa estratégia no marketing, a maior delas é a atração dos consumidores por coisas lúdicas que os entretêm. Se bem aplicado a gamificação é uma estratégia poderosa de fidelização de clientes e geração de novos leads, já que quando algo é bom, é fomentado. As atividades de gamificação/ludicidade proporciona para o jogador/consumidor a sensação de autonomia, persistência e otimismo.

Por fim, gamificação pode fazer parte de muitas marcas no futuro!

Impactando o cliente e o público em geral. Basta observarmos no nosso dia a dia, algumas propagandas ou até mesmo numa ida a uma cafeteria, que a lógica e ideia de games já está envolvida em nossa sociedade e isso só irá aumentar cada vez mais. 

A gamificação torna todo um trabalho ou uma ação mais divertida e como dito antes, torna mais lúdico para aqueles que estão inseridos. De fato essa estratégia tem uma grande margem de sucesso em médio prazo. 

E aí, pronto pra jogar? 

Confira mais conteúdos como este aqui no nosso blog e siga a Arpina no Instagram! 😉

Open chat