Receba por email

Assine nossa newsletter e receba em primeira mão as novidades do blog.

24 de Setembro de 2019

Conteúdo no Linkedin: O que postar?

Com o cliente cada dia mais conectado, insatisfeito e descrente na publicidade tradicional, novas formas de alcançá-lo precisaram ser utilizadas a fim de, não apenas gerar vendas, mas gerar relacionamento e fidelização.
Uma das estratégias que tem se popularizado é o Inbound Marketing, que objetiva atrair clientes, encantá-los e aumentar a conversão em vendas. Diferente da publicidade tradicional, o Inbound Marketing utiliza táticas como SEO, estratégias utilizando redes sociais e conteúdo para conquistar os clientes.

Linkedin: a rede social dos negócios

O Linkedin, a rede social dos negócios, não ficaria de fora da tríade estratégica do Inbound Marketing, afinal é a rede que compreende o maior número de indivíduos especializados em áreas específicas.

Até pouco tempo atrás a plataforma não permitia que os usuários efetuassem publicações, hoje, com mais de 5 milhões de usuário, todos tem a liberdade de compartilhar e criar conteúdo próprio.
O espaço no Linkedin ficou tão aberto que podemos até dizer que a rede social abriu um canal similar ao de um blog, em que cada indivíduo pode produzir conteúdo autoral e compartilhar com suas conexões.

Antes do conteúdo, a persona

Aí você faz um texto incrível, cheio de referências e… as pessoas que leram, não eram exatamente as que você desejava impactar. Para que isso não aconteça é importante definir a persona, ou seja, um perfil de cliente ideal da sua empresa, com todos os detalhes, baseado nos seus clientes reais

Vale lembrar que persona é diferente de público-alvo, pois este último aborda os indivíduos de forma muito abrangente, enquanto a persona delimita exatamente quem é o cliente que realmente consome seus produtos.

Para que a estratégia de marketing digital e o conteúdo sejam assertivos é preciso saber exatamente para quem está escrevendo, pois o conteúdo precisa ser de interesse da persona para que você consiga engajá-la e fazê-la se identificar com as ideias, estilo de vida, posicionamento e soluções propostas pela sua marca. 

Essa definição é ainda mais importante no Linkedin pois muitos usuários que podem se encaixar na sua persona são especialistas ou possuem algum conhecimento na área, pensando em como essa pessoa receberia seu conteúdo, é muito mais fácil estabelecer a linguagem, estilo de escrita, etc.

Publicando no Linkedin

No Linkedin é possível fazer dois tipos de publicação: em formato de artigo ou atualizações curtas.

O artigo pode ser de até 7 parágrafos e sobre qualquer assunto. Já as atualizações funcionam como no Facebook, você compartilha outras publicações, fotos, posts e afins com o adendo de poder adicionar um novo cargo, novo curso, novas conquistas e avisar todas as suas conexões sobre essas atualizações.

Quais conteúdos são mais interessantes para seu segmento?

Quais são as principais tendências do seu setor? Quais as novidades do mercado? O que pode realmente interessar à sua persona? Todos os dias o Linkedin faz listas de conteúdo interessante e relevante de várias áreas, então fique de olho nessas listas e retire delas a inspiração que precisa para desenvolver seu próprio texto. 

O que sua persona valoriza?

Foque no conteúdo que leva ao usuário a solução que ele tanto buscava para determinado problema. A linguagem aqui é muito importante e também a consistência das informações, sempre referencie as páginas e sites de onde foram retiradas as informações e utilize dados atuais, demonstrando que você está sempre de olho no mercado e nas novas tendências. 

Foque nas palavras-chaves

Você pode não saber mas no Linkedin você tem acesso a um relatório feito diariamente pela rede que analisa as palavras-chaves que as pessoas buscaram e as fizeram chegar até o seu perfil.

Não só as palavras-chaves, mas no relatório você também consegue ver os perfis de quem procurou você, o cargo, a empresa, os interesses, e outras informações relevantes. Então, é uma maneira de avaliar se a estratégia está impactando as pessoas certas ou não.

Não esqueça as hashtags

Sim, o Linkedin também se rendeu às hashtags, então não esqueça de relacionar seus posts com elas para impactar mais pessoas interessadas no assunto.

Abuse de outras mídias

Capriche nas fotos de ilustração e utilize também vídeos explicando determinado assunto linkando a página da empresa a fim de trazer maior visibilidade, afinal de contas, as pessoas amam assistir vídeos e alguns até se identificam mais com esse tipo de mídia do que outras. O importante é impactar o maior número de pessoas e gerar resultados satisfatórios.

Mantenha o usuário no seu conteúdo

Simples, quando lançar um texto em formato de artigo, faça o link para outros artigos semelhantes ou que possam também interessar ao usuário, isso faz com que ele fique muito mais tempo nas suas páginas absorvendo seu conteúdo. Não esqueça de fazer aquele call to action no final para que ele compartilhe os que achou mais interessante. 

Além disso, aproveite a oportunidade para direcionar o usuário para seu site ou blog por meio de links no próprio texto, pois além de aumentar o número de acessos, o Google avalia seu site como relevante e melhora seu ranqueamento.

Interaja!

Não esqueça que o Linkedin é uma rede de contatos, ou seja, o networking é o rei por aqui, então interaja sempre com outros usuários, compartilhe posts que achar relevante e assim os incentivar a compartilhar também os seus. 

Esse conselho vale para os clientes também, responda os comentários, adicione os clientes como conexão e esteja sempre por perto.

Como última dica alertamos: você só pode falar sobre aquilo que conhece, então estude e leve muito à sério as informações que vai compartilhar, afinal é o nome e imagem da sua marca que serão relacionados ao conteúdo. 

Vamos colocar em prática? Não esqueça de contar pra gente como foram suas experiências.

Até a próxima!


Lais Bellmax

Marketing

[email protected]

Conteúdo no Linkedin: O que postar?
5 (100%) 1 vote

Autor

Lais Bellmax

Compartilhe

Facebook Twitter linkedin